O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, lançou, neste sábado (8), na Rocinha, Zona Sul do Rio, a Campanha de Prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis.

Durante o evento, Mandetta ressaltou que o Brasil teve 158.051 casos de sífilis em 2019. O número representa um aumento de 28,3% em relação ao total de casos registrados em 2018.

“Hoje talvez seja nossa maior preocupação no que se refere a doenças sexualmente transmissíveis. Neste momento, nossos registros apontam para 18 casos da doença por hora. Se continuar nessa progressão, vai ultrapassar os casos de HIV em importância. Além disso, os números de uso de preservativos vêm caindo. Daí a necessidade de campanhas como esta”.

Os números do Ministério da Saúde mostram que 900 mil pessoas vivem com o HIV no Brasil. O boletim epidemiológico do órgão aponta que os jovens são os principais atingidos pelo vírus – 52,7% do total de casos estão localizados na parcela da população que tem entre 20 e 34 anos.

Além de comerciais nos veículos de comunicação, a campanha vai distribuir 570 milhões de preservativos e géis lubrificantes no País. Ao longo do carnaval, o órgão fará a distribuição de 128,5 milhões de camisinhas.

“Queremos que os jovens se conscientizem da importância do uso do preservativo e que essa utilização é fundamental não apenas para evitar o contágio com o HIV e a sífilis, mas também com todas as doenças sexualmente transmissíveis, como herpes, gonorreia, hepatites e HPV”.

Fonte: https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2020/02/08/brasil-tem-18-casos-de-sifilis-por-hora-diz-ministerio-da-saude.ghtml

Compartilhe em suas Redes Sociais