O governo de centro-esquerda liderado por mulheres da Finlândia planeja quase dobrar a duração da licença-paternidade para conceder aos novos pais o mesmo tempo remunerado longe do trabalho que as novas mães, segundo anuncio feito nesta quarta-feira (5).

A licença-paternidade remunerada será ampliada para quase sete meses, o que a alinha à licença-maternidade. Cerca de metade dela pode ser disponibilizada ao outro cônjuge.

As mulheres grávidas também têm direito a um mês de licença-gestante antes da data prevista para o parto.

“Isto permite uma igualdade maior entre os pais e diversidade entre as famílias”, disse ela, observando que outros países, como Suécia e Islândia, testemunharam aumentos nas taxas de natalidade depois de oferecerem mais tempo de licença aos pais.

A coalizão de governo da Finlândia é composta por cinco partidos, todos liderados por mulheres, das quais quatro têm menos de 35 anos de idade.

Aumentar a igualdade de gênero é uma das metas do governo desde que este tomou posse em dezembro.
Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/02/finlandia-vai-adotar-licenca-paternidade-de-sete-meses.shtml?utm_source=whatsapp&utm_medium=social&utm_campaign=compwa%3Floggedpaywall&origin=facebook#_=_
Compartilhe em suas Redes Sociais