Por: Alfredo Martinho, médico, CEO e editor Inlags Academy.

No calor de dezembro de 2019, a Anvisa passou a permitir a comercialização de produtos farmacêuticos à base de cannabidiol.

Finalmente muitas pessoas poderão ter um alívio e seus sintoma em diversas doenças!

A espécie cannabis é responsável por mais de uma centena compostos químicos presente em suas plantas nas variantes mais conhecidas sativa e ativa.

Esses compostos agem no sistema endocanabinoide, um sistema regulatório que usa como mediadores químicos em sua neurotransmissão componentes como receptores de canabidiol existentes em todo organismo monitorando a comunicação (mensagens) entre as células. Os endocanabinóides, que são moléculas que ativam os receptores de canabidiol e interagem com outros sistemas com o sistema endocanabinoide e enzimas que produzem endocanabinóides quando o sistema está em desequilíbrio.

Foi em Jerusalém, nos anos sessenta, que o Professor de química Raphael Mechoulam demonstrou a estrutura química do canabidiol (CBD).

A partir de uma criança que sofria episódios recorrentes de convulsões epilepsia, sendo frequentemente internada, conseguiram no Colorado, através dos Stanley Brothers que já atuava no Colorado em prol do uso da maconha medicinal desde início dos anos 2000 permitido sua utilização em algumas doenças. Esse produto, uma mistura de CBD e THC que chamaram de Charlotte (nome da menina, Charlotte Figis), melhorou muito a qualidade de vida da criança chamando atenção de toda comunidade médica.

As pesquisas evoluíram e considerando os efeitos tóxicos fortes do THC, concluíram que o nível seguro seria abaixo de 0,3% de THC dentro de qualquer medicamento à base de CBD.

São várias as indicações como dores crônicas, epilepsia, esclerose múltipla, doença de Parkinson que pesquisas evoluem no sentido de sintetizar a produção de CBD sem a necessidade do plantio. A Anvisa, permitiu em sua resolução a comercialização farmacêutica de produtos à base de canabidiol, e não o seu plantio.

Em breve, aqui, na Inlags Academy, teremos um curso livre sobre o sistema endocanabinoide e o uso terapêutico da Cannabis, ministrado pela Dra. Carolina Nocetti,  que atua em uma clínica com experiência nas terapias com o óleo da cannabis medicinal e consultoria técnica para profissionais da saúde

Uma proposta didática, que visa oferecer elementos históricos e científicos, além de ferramentas necessárias para a formação e conhecimento dos alunos, em relação ao Sistema Endocanabinoide e suas implicações clínicas.  

São noções essenciais que visam apoiar a compreensão do contexto cientifico relativo a matéria, instrumentalizando os alunos com um referencial teórico básico e bastante prático, estabelecendo correlações entre o Sistema Endocanabinoide e o uso terapêutico da Cannabis, implicações clínicas. 

Será abordado o potencial terapêutico da Cannabis em condições crônicas, além de oferecer parâmetros de gestão do cuidado de pacientes em uso de terapia canabinoide, levando o aluno a conduzir por meio de raciocínio clinico, estratégias terapêuticas visando uma melhor qualidade de vida para pacientes com diagnóstico de epilepsia, autismo, doença de Parkinson, doença de Alzheimer, dor e câncer. 

O curso será destinado aos acadêmicos, profissionais técnicos e graduados de nível superior nas diversas áreas da saúde, médicos, farmacêuticos, enfermeiros, fisioterapeutas, auxiliares de enfermagem, professores, pesquisadores, e demais interessados no estudo da área, que atuem ou desejem atuar na mesma.

 

Compartilhe em suas Redes Sociais