Ao longo dos tempos, a pintura tem sido posta sucessivamente ao serviço da Igreja, do Estado, das Armas, do padroado individual, da apreciação da natureza, dos fenômenos científicos, das anedotas e da decoração.

Mas todas as maravilhosas obras que têm sido pintadas, independentemente das fontes de inspiração, continuam vivas para nós devido às qualidades absolutas que possuem em comum.

A força criativa e a expressividade da pintura residem materialmente na cor e na textura do pigmento, nas possibilidades inventivas da forma e no plano liso sobre o qual estes elementos são postos em jogo.

Compartilhe em suas Redes Sociais