Vacina inativada contra influenza trivalente está associada a menor mortalidade entre pacientes Covid-19 no Brasil

Guenther Fink, Nina Orlova-Fink, Tobias Schindler, Sandra Grisi, Ana Paula Ferrer, Claudia Daubenberger, Alexandr Brentani

Doi: https://doi.org/10.1101/2020.06.29.20142505

Este artigo é uma pré-impressão e não foi certificado pela revisão por pares [sabe o que isso significa? ]. Ele relata novas pesquisas médicas que ainda precisam ser avaliadas e, portanto, não devem ser usadas para orientar a prática clínica.

Resumo

Analisamos dados de 92.664 casos clínicos e moleculares de Covid-19 confirmados no Brasil para entender as possíveis associações entre a vacinação contra influenza e os resultados de Covid-19. Controlando as instalações de tratamento, as comorbidades e uma ampla variedade de fatores sociodemográficos, mostramos que os pacientes que receberam uma vacina recente contra a influenza tiveram, em média, 8% menos chances de precisar de tratamento intensivo (IC95% [0,86, 0,99]), 18% menor de chance de exigir suporte respiratório invasivo (0,74, 0,88) e 17% menor de chance de morte (0,75, 0,89). A promoção em larga escala de vacinas contra influenza parece aconselhável, especialmente em populações com alto risco de infecção grave por SARS-CoV-2.

Declaração de interesses concorrentes

Os autores declararam não ter interesse concorrente.

Declaração de financiamento

Nenhum financiamento foi recebido para esta pesquisa.

Declarações do autor

Confirmo que todas as diretrizes éticas relevantes foram seguidas e que quaisquer aprovações necessárias do IRB e / ou do comitê de ética foram obtidas.

Sim

Os detalhes do órgão de fiscalização / IRB que deu aprovação ou isenção para a pesquisa descrita são dados abaixo:

Os dados que usamos são derivados do Ministério da Saúde do Brasil. Pela lei brasileira (Lei 12.527 / 2011, art. 7, 3), todas as unidades de saúde devem notificar os casos de Covid-19 dentro de 24 horas em um sistema público. O Ministério da Saúde então garante que esses dados sejam totalmente desidentificados e os disponibiliza publicamente em sua página da Web em: https://opendatasus.saude.gov.br/dataset/bd-srag-2020

Todo o consentimento necessário do paciente / participante foi obtido e as formas institucionais apropriadas foram arquivadas.

Sim

Entendo que todos os ensaios clínicos e quaisquer outros estudos prospectivos de intervenção devem ser registrados com um registro aprovado pelo ICMJE, como o ClinicalTrials.gov. Confirmo que qualquer estudo relatado no manuscrito foi registrado e o ID do registro do estudo é fornecido (observação: se publicar um estudo prospectivo registrado retrospectivamente, forneça uma declaração no campo ID do estudo, explicando por que o estudo não foi registrado com antecedência) .

Sim

Eu segui todas as diretrizes de relatórios de pesquisa apropriadas e carreguei a (s) lista (s) de verificação relevante (s) de relatórios de pesquisa da EQUATOR Network e outro material pertinente como arquivos complementares, se aplicável.

Sim

Artigo em coleção COVID-19 SARS-CoV-2 preprints de medRxiv e bioRxiv

Direito autoral

O detentor dos direitos autorais desta pré-impressão é o autor / financiador, que concedeu ao medRxiv uma licença para exibir a pré-impressão em perpetuidade. É disponibilizado sob uma licença internacional CC-BY-NC-ND 4.0.

Inactivated trivalent influenza vaccine is associated with lower mortality among Covid-19 patients in Brazil

Guenther Fink, Nina Orlova-Fink, Tobias Schindler, Sandra Grisi, Ana Paula Ferrer, Claudia Daubenberger, Alexandr Brentani

Doi: https://doi.org/10.1101/2020.06.29.20142505

This article is a preprint and has not been certified by peer review [what does this mean?]. It reports new medical research that has yet to be evaluated and so should not be used to guide clinical practice.

Abstract

We analyzed data from 92,664 clinically and molecularly confirmed Covid-19 cases in Brazil to understand the potential associations between influenza vaccination and Covid-19 outcomes. Controlling for health facility of treatment, comorbidities as well as an extensive range of sociodemographic factors, we show that patients who received a recent influenza vaccine experienced on average 8% lower odds of needing intensive care treatment (95% CIs [0.86, 0.99]), 18% lower odds of requiring invasive respiratory support (0.74, 0.88) and 17% lower odds of death (0.75, 0.89). Large scale promotion of influenza vaccines seems advisable, especially in populations at high risk of severe SARS-CoV-2 infection.

Competing Interest Statement

The authors have declared no competing interest.

Funding Statement

No funding was received for this research.

Author Declarations

I confirm all relevant ethical guidelines have been followed, and any necessary IRB and/or ethics committee approvals have been obtained.

Yes

The details of the IRB/oversight body that provided approval or exemption for the research described are given below:

The data we use are derived from the Brazilian Ministry of Health. By Brazilian law (Lei 12.527/2011, art. 7, 3), all health facilities have to report Covid-19 cases within 24 hours into a public system. The Ministry of Health then ensures these data are fully de-identified, and makes them publicly available through their webpage at: https://opendatasus.saude.gov.br/dataset/bd-srag-2020

All necessary patient/participant consent has been obtained and the appropriate institutional forms have been archived.

Yes

I understand that all clinical trials and any other prospective interventional studies must be registered with an ICMJE-approved registry, such as ClinicalTrials.gov. I confirm that any such study reported in the manuscript has been registered and the trial registration ID is provided (note: if posting a prospective study registered retrospectively, please provide a statement in the trial ID field explaining why the study was not registered in advance).

Yes

I have followed all appropriate research reporting guidelines and uploaded the relevant EQUATOR Network research reporting checklist(s) and other pertinent material as supplementary files, if applicable.

Yes

Paper in collection Copyright COVID-19 SARS-CoV-2 preprints from medRxiv and bioRxiv

The copyright holder for this preprint is the author/funder, who has granted medRxiv a license to display the preprint in perpetuity. It is made available under a CC-BY-NC-ND 4.0 International license

Compartilhe em suas Redes Sociais