Comunicado à imprensa

 

Universidade de Oxford retoma teste de vacinas

 

Os ensaios clínicos controlados randomizados em andamento da vacina de coronavírus de Oxford ChAdOx1 nCoV-19 serão retomados em todos os locais de testes clínicos do Reino Unido.

Globalmente, cerca de 18.000 indivíduos já receberam vacinas como parte do estudo. Em grandes ensaios como este, é esperado que alguns participantes não passem bem e todos os casos têm de ser cuidadosamente analisados para garantir uma avaliação cuidadosa da segurança.

No domingo, 6, o processo de revisão padrão desencadeou uma pausa nas vacinações em todos os estudos globais para permitir a revisão dos dados de segurança por um comitê de segurança independente e pelos reguladores nacionais.

Todas as consultas de acompanhamento de rotina continuaram normais durante esse período.

O processo de revisão independente foi concluído e, seguindo as recomendações do comitê independente de revisão de segurança e do regulador britânico, o MHRA, os testes serão retomados no Reino Unido.

É importante ressaltar que não se pode divulgar informações médicas sobre a doença por razões de confidencialidade dos participantes.

 

A universidade está comprometida com a segurança de todos os participantes e com os mais altos padrões de conduta nos estudos, garantindo a continuidade do monitoramento da segurança de perto.

No Brasil, o estudo que envolve 5 mil participantes também deve ser retomado, logo após liberação da Anvisa e do Comitê Nacional de Ética e Pesquisa (Conep).

No país, a pesquisa é coordenada pela Universidade Federal de São Paulo, através do Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie/Unifesp). Até o momento, 4.600 voluntários já foram recrutados e vacinados, sem qualquer registro de intercorrências graves de saúde.

Atenciosamente,

Assessoria de imprensa Unifesp

Compartilhe em suas Redes Sociais