Segunda-feira! Dia de recomeçar – NOVOS CURSOS INLAGS ACADEMY

Alfredo Martinho – CEO Inlags Academy

Tradicionalmente, em nossa cultura judaico cristã, segunda-feira é o dia de começar uma nova vida, isso já se tornou uma rotina que pode tanto impulsionar quanto trazer enormes frustrações.

Já sabemos também, e a neurociência nos ensinou que, o mais importante são as mudanças comportamentais que têm pela frente inúmeras resistências à semelhança de todas as modificações necessárias a qualquer tipo de mudanças.

Enfrentar e superar tais resistências é um trabalho importante a ser feito e requer constância de propósitos e insistência, instrumentalizados por um objetivo claro a ser atingido.

A Inlags Academy em sua saga de oferecer conteúdo na área de saúde e bem-estar, está trazendo três cursos muito interessantes que poderão fazer diferença no autocuidado – são cursos na área da culinária, atividade que traz um novo olhar sobre nossa humanidade e o que nos torna diferentes de todo resto da taxionomia animal.

Nesse artigo abaixo, a autora faz uma importante consideração sobre a forma como os alimentos podem ser apreciados, independentemente de suas qualidades originais – passando para um apelo degustativo que incentivará o consumo adequado.

Aguardem brevemente inúmeros cursos de qualificação na área de NUTRIÇÃO.

Ciência na Gastronomia

Esta é a maneira mais fácil de comer mais vegetais  

ALICE PARK

“Vegetables” são os alimentos mais nutritivos e saudáveis, embora a maioria das pessoas não os ache tão bons quanto hambúrgueres com gordura ou batatas fritas salgadas.

Mas e se as mesmas palavras que os vendedores de alimentos geralmente reservam para esses alimentos indulgentes – como suculento, crocante e temperado – fossem aplicadas aos vegetais? Mudar a marca dos vegetais como “bok choy de gengibre picante” ou “feijão verde sizzlin ‘doce” pode ser apenas o truque para fazer mais pessoas comê-los.

Gastronomia Brasileira

Pesquisadores da Universidade de Stanford colocaram essa ideia à prova e publicaram seus resultados no JAMA Internal Medicine. Por pouco mais de um mês, eles etiquetaram novamente os pratos de vegetais em uma cafeteria de uma universidade, a cada dia, os vegetais recebiam um dos quatro tipos de rótulos: básico (como “beterraba”, “milho” e “feijão verde”), que destacava os benefícios do vegetal para a saúde (como “milho rico em vitaminas”, “rico em antioxidantes abóbora “), que usava palavras mais restritivas para descrever os benefícios para a saúde (” milho com sódio reduzido “, por exemplo, ou” cenouras com molho cítrico sem açúcar “) e que usava uma linguagem indulgente, o tipo normalmente reservado para alimentos não saudáveis ​​(“milho doce torrado rico e amanteigado”, “chili dinamite e beterraba temperada com limão picante” e “cenouras retorcidas com cobertura cítrica”).

Apesar das mudanças na rotulagem, os vegetais eram preparados exatamente da mesma forma todos os dias, os pesquisadores então registraram discretamente quantas pessoas compraram o vegetal, bem como o tamanho da porção.

Habilidades Básicas em Cozinha

Acontece que as palavras podem lançar mil papilas gustativas: 25% mais pessoas escolheram o vegetal descrito de forma indulgente em comparação com sua versão básica, enquanto 41% mais escolheram o vegetal descrito de forma indulgente em vez de sua versão mais restritiva, e 35% mais escolheram a versão descrita com benefícios saudáveis, eles comeram mais também. As pessoas se serviram 23% a mais do vegetal quando ele foi descrito com uma linguagem mais apetitosa do que quando foi simplesmente apresentado com um rótulo básico.

Os resultados sugerem que palavras e rótulos criativos podem ajudar muito as pessoas a empilhar mais vegetais em seus pratos. Fazer com que pareçam irresistíveis de dar água na boca, dizem os autores, é uma maneira muito barata de fazer as pessoas comerem vegetais.

https://click.newsletters.time.com/?qs=e5a7570af48d5c7e21f73048e1f5bfdf8460a2141ae38c6fa1e388c7c3884c7ffd843df6b93a6382ed8dd99e12e18e9d1d4179008a58d379

Conheça os Cursos da Inlags Academy

Compartilhe em suas Redes Sociais