O canabidiol inibe a replicação do SARS-CoV-2 e promove a resposta imune inata do hospedeiro – https://www.biorxiv.org/
Long Chi Nguyen , Ver Perfil ORCIDDongbo Yang , Vlad Nicolaescu , Thomas J. Best , Takashi Ohtsuki , Shao-Nong Chen , J. Brent Friesen , Ver Perfil ORCIDNir Drayman , Adil Mohamed , Ver Perfil ORCIDChristopher Dann , Diane Silva , Haley Gula , Ver Perfil ORCIDKrysten A. Jones , Ver Perfil ORCIDJ. Michael Millis , Ver Perfil ORCIDBryan C. Dickinson , Savaş Tay , Scott A. Oakes , Ver Perfil ORCIDGuido F. Pauli , Ver Perfil ORCIDDavid O. Meltzer , Ver Perfil ORCIDGlenn Randall , Ver Perfil ORCIDMarsha Rich Rosner
Doi:https://doi.org/10.1101/2021.03.10.432967
Este artigo é uma pré-impressão e não foi certificado pela revisão por pares
RESUMO
A rápida disseminação do COVID-19 ressalta a necessidade de novos tratamentos, aqui, relatamos que o canabidiol (CBD), um composto produzido pela planta cannabis, inibe a infecção por SARS-CoV-2. O CBD e seu metabólito, 7-OH-CBD, mas não os canabinóides congenéricos, bloqueiam potentemente a replicação do SARS-CoV-2 nas células epiteliais do pulmão.
O CBD atua após a infecção celular, inibindo a expressão do gene viral e revertendo muitos efeitos do SARS-CoV-2 na transcrição do gene do hospedeiro. O CBD induz a expressão de interferon e regula positivamente sua via de sinalização antiviral.
Uma coorte de pacientes humanos em tratamento prévio com CBD teve uma incidência significativamente mais baixa de infecção por SARS-CoV-2 de até uma ordem de magnitude em relação aos pares combinados ou à população em geral. Este estudo destaca o CBD e seu metabólito ativo, 7-OH-CBD,
Síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SARS-CoV-2) é responsável pela doença coronavírus 2019 (COVID-19), uma pandemia que atingiu o mundo durante o ano passado, o SARS-CoV-2, relacionado ao coronavírus relacionado à síndrome respiratória aguda grave (SARS-CoV), é a sétima espécie de coronavírus conhecida por infectar pessoas.
Esses coronavírus, que incluem SARS-CoV, 229E, NL63, OC43, HKU1 e MERS-CoV, causam uma variedade de sintomas, desde o resfriado comum até patologias mais graves (1). Apesar da recente disponibilidade da vacina, o SARS-CoV-2 ainda está se espalhando rapidamente (2), destacando a necessidade de tratamentos alternativos, especialmente para populações com acesso limitado às vacinas. Até o momento, poucas terapias foram identificadas que bloqueiam a replicação do SARS-CoV-2 e a produção viral.
O SARS-CoV-2 é um vírus com envelope de RNA de fita simples (+ ssRNA) de sentido positivo composto por uma bicamada lipídica e quatro proteínas estruturais que conduzem a formação de partículas virais. O pico (S), a membrana (M) e o envelope (E) são proteínas integrais da membrana do vírus e servem para impulsionar o brotamento do vírion, ao mesmo tempo que recruta a proteína do nucleocapsídeo (N) e o RNA genômico viral em vírions nascentes. Como o SARS-CoV, o SARS-CoV-2 entra principalmente nas células humanas pela ligação da proteína S viral ao receptor da enzima conversora de angiotensina 2 (ACE2) ( 3 – 5 ), após o qual a proteína S sofre proteólise por protease transmembrana, serina 2 (TMPRSS2) ou outras proteases em dois peptídeos ligados não covalentemente (S1, S2) que facilitam a entrada viral na célula hospedeira. O N-terminal S1 liga o receptor ACE2, e o C- terminal S2 medeia a fusão da membrana da célula viral após clivagem proteolítica por TMRSS2 ou outras proteases. Dependendo do tipo de célula, a entrada viral também pode ocorrer após a ligação de ACE2, independente da clivagem proteolítica (6 – 8). Após a entrada na célula, o genoma SARS-CoV-2 é traduzido em dois grandes polipeptídeos que são clivados por duas proteases virais, MPro e PLPro (9, 10), para produzir 15 proteínas, além da síntese de RNAs subgenômicos que codificam outras 10 proteínas acessórias mais as 4 proteínas estruturais. Essas proteínas permitem a replicação, montagem e florescimento viral. Em um esforço para suprimir a infecção pelo beta-coronavírus SARS-CoV-2, bem como outros vírus patogênicos em evolução, testamos o potencial antiviral de uma série de pequenas moléculas que têm como alvo as vias de resposta ao estresse do hospedeiro.
Um potencial regulador do estresse do hospedeiro e das respostas inflamatórias antivirais é o canabidiol (CBD), um membro da classe dos canabinoides de produtos naturais (11). O CBD é produzido pela Cannabis sativa (Cannabaceae; maconha / cânhamo). Cânhamo refere-se a plantas de cannabis ou materiais derivados das mesmas que contêm 0,3% ou menos do tetrahidrocanabinol psicotrópico (THC) e normalmente têm um conteúdo relativamente alto de CBD. Em contraste, a maconha se refere a materiais de C. sativa com mais de 0,3% de THC por peso seco. O THC atua através da ligação ao receptor canabinoide, e o CBD potencializa essa interação (12) Apesar de numerosos estudos e muitas alegações tipicamente não comprovadas relacionadas a produtos que contêm CBD, a biologia do CBD em si não é clara e os alvos específicos são em sua maioria desconhecidos (11). No entanto, uma solução oral de CBD é um medicamento aprovado pelo FDA, principalmente para o tratamento da epilepsia (13). Assim, o CBD possui status de medicamento, é viável como terapêutica e não pode ser comercializado como suplemento alimentar nos Estados Unidos (11). Embora limitados, alguns estudos relataram que certos canabinoides têm efeitos antivirais contra o vírus da hepatite C (HCV) e outros vírus (14).
RESULTADOS
Para testar o efeito do CBD na replicação do SARS-CoV-2, pré-tratamos células A549 de carcinoma pulmonar humano que expressam o receptor ACE-2 humano exógeno (A549-ACE2) por 2 horas com 0-10 μM de CBD antes da infecção com SARS-CoV- 2 Após 48 horas, monitoramos as células quanto à expressão da proteína spike viral (S). Para comparação, também tratamos células em uma faixa de dose semelhante com um inibidor de MLK (URMC-099) anteriormente implicado como um antiviral para HIV ( 12 ) e KPT-9274, um inibidor de PAK4 / NAMPT ( 13 ) que nossa análise sugeriu que pode reverter muitas mudanças na expressão gênica causadas por SARS-CoV-2. Todos os três inibidores inibiram potentemente a replicação viral sob condições não tóxicas com EC50s variando de 0,2-2,1 μM (Fig.) O CBD também inibiu a replicação de SARS-CoV-2 em células epiteliais de rim de macaco Vero E6 (fig. S1A). Nenhuma toxicidade foi observada nas doses eficazes (fig. S1B). Também determinamos que o CBD suprimiu a replicação de um beta-coronavírus relacionado, o vírus da hepatite de camundongo (MHV), sob condições não tóxicas com um EC50 de ~ 5 μM usando células A549 que expressam o receptor de MHV (A549-MHVR), indicando o potencial para uma eficácia viral mais ampla (fig. S1C, D).

Figura 1.O canabidiol (CBD) é um potente inibidor da infecção por SARS-CoV-2 in vitro.
(A) Células A549 com superexpressão de ACE2 (A549-ACE2) foram tratadas com doses indicadas de CBD, KPT-9274 ou URMC-099 seguido por infecção com SARS-CoV-2 em uma multiplicidade de infecção (MOI) de 0,5 por 48 horas. As células foram coradas para proteína spike e a porcentagem de células que expressam a proteína spike em cada condição foi traçada. Os valores EC50 são indicados. (B). Os espectros de 1 H qNMR de CBD de um material de referência e amostras de CBD de três fornecedores diferentes A, B e C. (C). As células A549-ACE2 foram tratadas com doses indicadas de CBD de três fornecedores diferentes, seguido por infecção com SARS-CoV-2 a um MOI de 0,5 por 48 horas. As células foram coradas para proteína spike e a porcentagem de células que expressam a proteína spike em cada condição foi traçada. Os valores EC50 são indicados.
Quando isolado de sua planta de origem, o CBD natural não sintético é tipicamente extraído junto com outros canabinóides, representando a complexidade residual inevitável dos produtos naturais. Para verificar se o CBD é de fato responsável pela inibição viral, analisamos um padrão de referência de CBD, bem como o CBD de três fontes diferentes para pureza usando 100% de NMR quantitativo (qNMR). Essas fontes incluem dois fornecedores de produtos químicos (fornecedores A e B) e um fornecedor comercial que usa materiais naturais (fornecedor C). A notável congruência entre o 1 H NMR experimental e os perfis de mecânica quântica HiFSA ( 1 H Iterative Full Spin Analysis) observados para todos os materiais confirmou que 1) os compostos usados eram de fato CBD com pureza de pelo menos 97% (Fig. 1B ) e 2) canabinóides congenéricos não estavam presentes em níveis acima de 1,0% ( 11 ). A análise dessas diferentes preparações de CBD no ensaio de infecção viral A549-ACE2 mostrou EC50s semelhantes com uma faixa de 0,6-1,8 μM, provavelmente refletindo a variabilidade biológica intrínseca do ensaio ( Fig. 1C ). Nenhuma toxicidade foi observada para qualquer uma das preparações de CBD nas doses usadas para inibir a infecção viral (fig. S1 EG).

O CBD é frequentemente consumido como parte de um extrato de C. sativa, particularmente em combinação com THC psicoativo enriquecido em plantas de maconha. Portanto, determinamos se os canabinóides congenéricos, especialmente análogos com estruturas intimamente relacionadas e polaridades produzidas pela planta de cânhamo, também são capazes de inibir a infecção por SARS-CoV-2. Notavelmente, apenas o CBD foi um agente potente, enquanto limitada ou nenhuma atividade antiviral foi exibida pelos congêneres estruturalmente relacionados que compartilham as vias de biossíntese e formam a complexidade residual biogeneticamente determinada de CBD purificado de C. sativa: THC, ácido canabidiólico (CBDA), canabidivarina (CBDV), cannabicromene (CBC) ou cannabigerol (CBG) (Fig. 2 AB; veja Métodos). Nenhum desses compostos foi tóxico para as células A549-ACE2 na faixa de dosagem de interesse (fig. S2). Notavelmente, a combinação de CBD com THC (1: 1) suprimiu significativamente a eficácia de CBD consistente com a inibição competitiva por THC.

Figura 2.Inibição limitada ou nenhuma inibição da infecção por SARS-CoV-2 por outros canabinóides além do CBD.
(A). As células A549-ACE2 foram tratadas com as doses indicadas de vários canabinóides ou uma mistura de CBD / THC 1: 1 seguida por infecção com SARS-CoV-2 a um MOI de 0,5 por 48 horas. As células foram coradas para proteína spike e a porcentagem de células que expressam a proteína spike em cada condição foi traçada. Todos os canabinóides testados foram isolados de um extrato de cânhamo, conforme descrito em Métodos. (B) Estruturas químicas de canabinóides e 7-OH CBD. (C). As células A549-ACE2 foram tratadas com doses indicadas de 7-OH CBD seguido por infecção com o SARS-CoV-2 em um MOI de 0,5. As células foram coradas para proteína spike e a porcentagem de células que expressam a proteína spike em cada condição foi traçada. Os dados representativos de CBD da Figura 1C (Fornecedor A) são usados para comparação. Os valores EC50 são indicados.
O CBD é rapidamente metabolizado no fígado e no intestino em dois metabólitos principais, 7-carboxi-canabidiol (7-COOH-CBD) e 7-hidroxi-canabidiol (7-OH-CBD). Embora os níveis de 7-COOH-CBD sejam 40 vezes maiores do que 7-OH-CBD no plasma humano, o 7-OH-CBD é o ingrediente ativo para o tratamento da epilepsia (14). Como o CBD, mas ao contrário dos outros canabinoides, o 7-OH-CBD inibiu efetivamente a replicação do SARS-CoV-2 em células A549-ACE2 (EC50 3,6 μM; Fig. 2C) e não era tóxico para as células (fig. S2H). A análise dos níveis de plasma sanguíneo em pacientes saudáveis tomando CBD aprovado pela FDA (Epidiolex ®) mostra uma concentração máxima (C max ) para CBD na faixa de nM, enquanto 7-OH-CBD tinha uma C maxna faixa de μM, semelhante ao observado em células cultivadas ( 15 ). Esses resultados sugerem que o próprio CBD não está presente nos níveis necessários para inibir efetivamente a SARS-CoV-2 em pessoas. Em contraste, as concentrações plasmáticas de seu metabólito 7-OH-CBD, cuja C max pode ser aumentada várias vezes pela co-administração de CBD com uma refeição rica em gordura, são suficientes para inibir potencialmente a infecção por SARS-CoV-2 em humanos (15).
O CBD pode estar agindo para bloquear a entrada do vírus nas células hospedeiras ou em etapas posteriores após a infecção. Como o CBD demonstrou diminuir a expressão de ACE2 em algumas células epiteliais, incluindo A549 (16), primeiro determinamos se o CBD suprimia o receptor SARS-CoV-2 em nossas células com superexpressão de A549-ACE2. Nenhuma diminuição na expressão de ACE2 foi observada (Fig.). Além disso, a análise de lentivírus pseudotipados com a proteína spike SARS-CoV-2 ou a glicoproteína VSV ( 17 ) mostrou que o anticorpo para a proteína spike bloqueou efetivamente a infecção viral do SARS-CoV-2, mas não os vírus que expressam VSV-G. No entanto, 10 μM de CBD inibiu apenas parcialmente a entrada na célula por vírus de expressão de pico, sugerindo que outros mecanismos foram amplamente responsáveis por seus efeitos antivirais (Fig. 3B e figs. S3 A e B). Em contraste, os anticorpos para a proteína spike bloquearam eficazmente a infecção viral do SARS-CoV-2, mas não dos vírus que expressam VSV-G. Consistente com isso, o CBD também foi eficaz na inibição da expressão da proteína spike SARS-CoV-2 em células hospedeiras mesmo 2 horas após a infecção na presença de anticorpos para a proteína spike para prevenir a reinfecção durante este período de tempo ( Fig. 3C, D ). Para avaliar se o CBD pode estar impedindo o processamento da proteína viral pelas proteases virais Mpro ou PLpro, analisamos sua atividade in vitro (fig. S4). O CBD não afetou a atividade de nenhuma das proteases, aumentando a possibilidade de que o CBD tenha como alvo os processos da célula hospedeira.


Fig. 3.O CBD inibe a replicação viral após a entrada do SARS-CoV-2 na célula hospedeira.
(A) Imunoblots da expressão da proteína ACE2 a partir de lisados de células A549-ACE2 não tratados ou tratados com veículo ou CBD nas doses indicadas (n = 3). Os blots foram testados com anticorpos contra ACE2 e tubulina. Os níveis de expressão da proteína ACE2 foram normalizados para o sinal da tubulina dentro de cada amostra. Os níveis de expressão de ACE2 foram representados graficamente em relação às amostras não tratadas. Os níveis de expressão foram comparados ao veículo por ANOVA de uma via. (B). As células 293T-ACE2 foram infectadas por spike ou pseudovírus VSV-G por 72 horas com as doses indicadas de tratamento com CBD e a porcentagem de células infectadas representada graficamente. (C). As células A549-ACE2 foram pré-tratadas ou não com 10 μM de CBD por 2 horas e, em seguida, infectadas com SARS-CoV-2 em um MOI de 0,5 por 2 horas. As células foram então tratadas com 10 μM de CBD ou DMSO por 16 horas com o anticorpo neutralizante de pico para prevenir a reinfecção. As células positivas para pico foram quantificadas e normalizadas para a amostra infectada apenas com vírus. (D) Validação da eficácia do anticorpo neutralizante. 400 ufp de vírus SARS-CoV-2 foram incubados com ou sem 100 μM de anticorpo neutralizante por 1 hora. As células A549-ACE2 foram tratadas com a mistura durante 16 horas e as células positivas para Spike foram quantificadas.
Consistente com esta interpretação, a análise de RNA-seq de células A549-ACE2 infectadas tratadas com CBD por 24 horas mostra uma supressão marcante das mudanças induzidas por SARS-CoV-2 na expressão gênica. O CBD erradicou eficazmente a expressão de RNA viral nas células hospedeiras, incluindo a codificação de RNA para proteínas de pico, membrana, envelope e nucleocapsídeo (Figs. e B). Tanto o SARS-CoV-2 quanto o CBD induziram, cada um, mudanças significativas na expressão do gene celular, incluindo uma série de fatores de transcrição (figs. S5 e S6). A análise do componente principal do RNA da célula hospedeira mostra a reversão quase completa das alterações virais, mas, em vez de retornar ao estado normal da célula, as células infectadas com o vírus CBD + se assemelham àquelas tratadas apenas com CBD ( Fig. 4C) A análise de agrupamento usando o Metascape revela alguns padrões interessantes e temas associados ( Fig. 4D , figs. S7 e S8). Por exemplo, a indução viral de genes associados à modificação e transcrição da cromatina (Grupo 1) é revertida pelo CBD, embora o CBD sozinho não tenha efeito. Da mesma forma, a inibição viral de genes associados a ribossomos e neutrófilos (Cluster 3) é amplamente revertida pelo CBD, mas a droga sozinha não tem efeito. Isso contrasta com os clusters 5 e 6, onde o CBD sozinho induz uma forte ativação de genes associados à resposta ao estresse do hospedeiro. Juntos, esses resultados sugerem que o CBD atua na prevenção da tradução da proteína viral e alterações celulares associadas.

Fig. 4.Alterações na transcrição viral e da célula hospedeira após infecção por SARS-CoV-2 ou tratamento com CBD.
As células A549-ACE2 foram infectadas com SARS-CoV-2 em MOI de 3 com ou sem tratamento com CBD a 10 μM por 24 horas. O RNA-seq foi realizado conforme descrito em Métodos. (A) Mapa de calor dos níveis relativos dos genes SARS-CoV-2 das amostras de RNA-seq. (B) Níveis de expressão do pico SARS-CoV-2 e dos genes do nucleocapsídeo. As alterações do nível de expressão percentual para genes de células infectadas em comparação com células infectadas e tratadas com CBD são indicadas para cada gene. (C) Análise de componente principal (PCA) de dados de RNA-seq mostrando controle (veh_mock), infectado com SARS-CoV-2 (veh_infect), tratado com CBD (CBD_mock) e infectado com SARS-CoV-2 mais tratado com CBD (CBD_infect) amostras. O primeiro e o segundo componentes principais (PC1 e PC2) de cada amostra são plotados. (D) Mapa de calor de níveis de expressão normalizados de 5.000 genes mais variáveis em todas as amostras de RNA-seq,
Um mecanismo potencial pelo qual o CBD poderia suprimir a infecção viral e promover a degradação do RNA viral é através da indução da via de sinalização do interferon. Os interferons estão entre as primeiras respostas do hospedeiro imune inato à exposição a patógenos (18). A infecção por SARS-CoV-2 suprime a via de sinalização do interferon (19) (Fig. e Fig. S9). Alguns genes que são induzidos por CBD na ausência e presença do vírus incluem receptores para interferons beta e gama, bem como mediadores da via de sinalização, como STATs 1 e 2 (Fig. e Fig. S10). Outros genes na via, como OAS1, um gene induzido por interferon que leva à ativação de RNase L e degradação de RNA (20), não são significativamente induzidos por CBD, a menos na presença do vírus (Fig. e Fig. S11). Estes últimos resultados são consistentes com a possibilidade de que o CBD reduza o título viral eficaz o suficiente para permitir a ativação normal da via do interferon pelo hospedeiro. Ao mesmo tempo, o CBD reverte efetivamente a indução viral de citocinas que podem levar à tempestade mortal de citocinas em estágios posteriores da infecção (Fig.). Coletivamente, esses resultados sugerem que o CBD inibe a infecção por SARS-CoV-2 em parte pela ativação da via do interferon que leva à degradação do RNA viral e subsequentes alterações induzidas por vírus na expressão do gene do hospedeiro, incluindo citocinas.

Fig. 5.O CBD promove as respostas do interferon da célula hospedeira e inibe a indução viral de citocinas.
(A) Mapa de calor de níveis de expressão normalizados de genes da via canônica de resposta ao interferon para todas as amostras de RNA-seq, incluindo controle (veh_mock), infectado por SARS-CoV-2 (veh_infect), tratado com CBD (CBD_mock) e SARS-CoV- 2 amostras infectadas mais tratadas com CBD (CBD_infect). O agrupamento hierárquico foi aplicado aos genes. (B) Mapa de calor de níveis de expressão normalizados de genes de atividade de citocinas GO que foram regulados positivamente pela infecção viral, mas regulados negativamente por tratamento com CBD para todas as amostras de RNA-seq conforme descrito em (A).
Dado que as preparações de CBD contendo quantidades substanciais de CBD são tomadas por um grande número de indivíduos, examinamos se a exposição ao CBD pode se correlacionar com uma diminuição do risco de infecção por SARS-CoV-2. A análise de mais de 93.000 pacientes testados para SARS-CoV-2 no University of Chicago Medical Center mostrou que 10,0% testaram positivo em geral, mas apenas 5,7% dos ~ 400 que tinham algum canabinoide em seu prontuário médico testaram positivo ( Fig. 6) Os pacientes que tomaram CBD em comparação com outros canabinoides tiveram uma taxa ainda mais baixa de teste positivo (1,2% em 85 pacientes com CBD versus 7,1% em 113 pacientes que tomavam outros canabinoides, p = 0,08). Este achado de que os pacientes que tomam outros canabinóides têm menos proteção contra a infecção viral é consistente com nossos estudos de cultura de células. Uma vez que múltiplos fatores de confusão em potencial poderiam explicar esses achados, incluindo idade, raça, morbidades clínicas e sexo, combinamos 82 pacientes que receberam prescrição de CBD oral, aprovado pela FDA (Epidiolex ®) antes do teste de COVID-19 para pacientes que não tinham indicação de tomar qualquer canabinoide, mas tinham outras características comparáveis, incluindo características demográficas semelhantes, comorbidades clínicas e registros de outros medicamentos nos dois anos anteriores ao teste de COVID-19 (tabela S1). Dos pacientes com prescrição de CBD oral antes do teste COVID-19, as categorias de morbidade mais comuns foram hipertensão e condições com imunossupressão. Surpreendentemente, apenas 1,2% dos pacientes prescritos com CBD contraíram SARS-CoV-2, enquanto 12,2% dos pacientes não canabinoides correspondentes testaram positivo (p = 0,009), sugerindo uma redução potencial no risco de infecção por SARS-CoV-2 de aproximadamente uma ordem de grandeza.

Fig. 6.O uso de altas doses de CBD em pacientes está significativamente correlacionado com uma redução na positividade do COVID-19.
Associações entre o uso relatado de medicamentos canabinoides e os resultados do teste COVID-19 entre adultos testados na University of Chicago Medicine (total n = 93.565). P *: valores de p da porcentagem de positividade da população de pacientes especificada em comparação com a porcentagem de positividade de todos os pacientes (10% COVID-19 positivo entre 93.565 pacientes). Meio à direita: 85 pacientes tomaram CBD antes da data do teste COVID. Superior direito: 82 dos 85 pacientes tomaram CBD aprovado pela FDA (Epidiolex ®) e foram comparados a 82 dos 93.167 pacientes (controles combinados) com um modelo de escore de propensão do vizinho mais próximo que pontuou os pacientes de acordo com seus dados demográficos e seus diagnósticos e medicamentos registrados dos dois anos anteriores ao teste COVID-19. Os valores de P foram calculados usando o teste exato de Fisher bilateral.
DISCUSSÃO
Nossos resultados sugerem que o CBD pode bloquear a infecção por SARS-CoV-2 nos estágios iniciais da infecção, e a administração de CBD está associada a um menor risco de infecção por SARS-CoV-2 em humanos. Além disso, é provável que o composto ativo em pacientes seja 7-OH-CBD, o mesmo metabólito implicado no tratamento da epilepsia com CBD. A redução substancial no risco de infecção por SARS-CoV-2 de aproximadamente uma ordem de magnitude em pacientes que tomaram CBD aprovado pela FDA destaca a eficácia potencial desta droga no combate à infecção por SARS-CoV-2. Finalmente, a capacidade do CBD de inibir a replicação do MHV aumenta a possibilidade de que o CBD possa ter eficácia contra novos vírus patogênicos que surjam no futuro.
Um mecanismo que contribui para a atividade antiviral do CBD é a indução da via do interferon, tanto direta quanto indiretamente, após a ativação da resposta imune do hospedeiro ao patógeno viral. Na verdade, os interferons foram testados clinicamente como tratamentos potenciais para COVID-19 ( 21 ). É importante ressaltar que o CBD também suprime a ativação de citocinas em resposta à infecção viral, reduzindo a probabilidade de recrutamento de células imunes e subseqüentes tempestades de citocinas nos pulmões e outros tecidos afetados. Esses resultados complementam achados anteriores, sugerindo que o CBD suprime a produção de citocinas em células imunes recrutadas, como macrófagos ( 22) Assim, o CBD tem potencial não apenas para atuar como um agente antiviral nos estágios iniciais da infecção, mas também para proteger o hospedeiro contra um sistema imunológico hiperativo em estágios posteriores.
O CBD tem uma série de vantagens como agente preventivo potencial contra a SARS-CoV-2. O CBD está amplamente disponível sem acesso restrito se o conteúdo de THC for <0,3%. Existem vários meios de ingestão, incluindo potencial para inalação e administração nasal. O CBD bloqueia a replicação viral após a entrada nas células e, portanto, é provável que seja eficaz contra variantes virais com proteínas de pico mutantes. Ao contrário de medicamentos como remdesivir ou anticorpos antivirais, a administração de CBD não requer injeção em ambientes hospitalares. Finalmente, o CBD está associado apenas a efeitos colaterais menores ( 15 ).
No entanto, várias questões requerem um exame cuidadoso antes que o CBD possa ser considerado ou mesmo explorado como uma terapia para COVID-19 ( 11) Embora muitas formulações de CBD estejam disponíveis no mercado, elas variam muito em qualidade, quantidade de CBD e propriedades farmacocinéticas após a administração oral, que são em sua maioria desconhecidas. O CBD é bastante hidrofóbico e forma grandes estruturas micelares que ficam presas e quebradas no fígado, limitando assim a quantidade de droga disponível para outros tecidos após a administração oral. Os portadores inativos têm um impacto significativo nas concentrações obtidas clinicamente. Como o CBD é amplamente vendido como uma preparação em um óleo comestível, analisamos óleos de cânhamo comerciais aromatizados e encontramos um teor de CBD de apenas 0,30% em uma amostra representativa (fig. S12). A pureza do CBD e, em particular, a composição dos materiais rotulados como CBD também são importantes, especialmente à luz de nossas descobertas, sugerindo que outros canabinóides, como o THC, podem agir contra a eficácia antiviral do CBD. Isso essencialmente elimina a viabilidade da maconha servir como uma fonte eficaz de CBD antiviral, além de questões relacionadas ao seu status legal. Finalmente, outros meios de administração de CBD, como vaporizar e fumar, levantam preocupações sobre possíveis danos aos pulmões.
Estudos futuros para explorar os meios ideais de entrega de CBD aos pacientes, juntamente com ensaios clínicos, serão necessários para testar totalmente a promessa do CBD como uma terapia para bloquear a infecção por SARS-CoV-2. Como as taxas de depuração do CBD no plasma são substancialmente mais baixas em humanos do que em camundongos, sugerimos passar para os ensaios clínicos em vez de fazer estudos pré-clínicos em modelos animais ( 15 ). Nós defendemos ensaios clínicos controlados por placebo cuidadosamente projetados com concentrações conhecidas e formulações altamente caracterizadas para definir o papel do CBD na prevenção e tratamento da infecção precoce por SARS-CoV-2. O humano necessário in vivoconcentração e rota ideal e formulação ainda precisam ser definidas. Nós advertimos fortemente contra a necessidade de tomar CBD nas formulações atualmente disponíveis como uma terapia preventiva ou de tratamento no momento, especialmente sem o conhecimento de um ensaio clínico randomizado rigoroso com este produto natural ( 23 ).
Financiamento
Este trabalho foi apoiado por:
• Bolsa BIG Vision da Universidade de Chicago (MRR)
• National Institutes of Health concede R01 GM121735 (MRR)
• National Institutes of Health grant R01 CA184494 (MRR)
• National Institutes of Health grant R01 AI137514 (GR)
• National Institutes of Health grant R01 AI127518 (GR)
• National Institutes of Health grant R01 AI134980 (GR)
• National Institutes of Health grant R01 CA219815 (SAO)
• National Institutes of Health grant R35 GM119840 (BCD)
• Subsídio do National Institutes of Health P30 CA014599 (Subsídio de apoio ao Comprehensive Cancer Center da Universidade de Chicago)
Contribuições do autor
Conceituação: MRR, LCN, DY, GR, SAO, GFP, DOM, ND
Metodologia: MRR. GR, SAO, DOM, GFP, ND, BCD
Software: DY, TB
Análise formal: DY, TB
Investigação: LCN, DY, VN, TB, TO, SC, JBF, ND, AM, CD, DS, HG, KAJ
Recursos: GR, MRR, GFP, ST, BCD
Curadoria de dados: DOM, TB, DY
Redação – rascunho original: MRR
Redação – revisão e edição: LCN, DY, VN, TB, SC, JBF, ND, AM, KAJ, DS, JMM, BCD, ST, SAO, GFP, DOM, GR, MRR
Visualização: LCN, DY, ND, AM, SC, BCD, JBF
Supervisão: MRR. GR, DOM, GFP, SAO, ST, BCD
Administração do Projeto: MRR
Aquisição de financiamento: MRR
Interesses competitivos
Cinco dos autores (MRR, GR, LCN, DY e JMM) apresentaram uma patente provisória intitulada “Método de uso do Canabidiol como agente antiviral”. O recebimento do paciente provisório foi reconhecido pelo USPTO em 30 de novembro de 2020. SAO é cofundador e consultor da OptiKira., LLC (Cleveland, OH).
Disponibilidade de dados e materiais
Todos os dados, códigos e materiais usados na análise estarão disponíveis de alguma forma para qualquer pesquisador para fins de reprodução ou extensão da análise, exceto quando limitado por contratos de transferência de materiais (MTAs). Os dados RNA-seq brutos e processados serão depositados no banco de dados GEO.
Materiais Suplementares
Materiais e métodos
Figs. S1 a S12
Tabela S1
RECONHECIMENTOS
Agradecemos aos membros da equipe de resposta do host SARS-CoV-2 em Chicago por estimular discussões e apoio, com agradecimentos especiais a Julian Solway, Rick Morimoto, Nissim Hay, Anne Sperling, HuanHuan Chen, Raphael Lee, Raymond Roos, Shannon Elf, Alexander Muir, Gokhan Mutlu, Jay Pinto, Steven White, Nickolai Dulin, Ray Moellering, Viswanathan Natarajan, Leonitis Platanias, Karen Ridge e HuanHuan Chen. Agradecemos a Dominique Missiakas por facilitar o acesso ao Howard Taylor Ricketts Facility da Universidade de Chicago, fornecendo protocolos e cientistas treinados. Agradecemos também a Nicole Rosner e Kathleen Cagney por propor e facilitar a análise de dados clínicos, e Mark Ratain por considerar as questões farmacocinéticas. Agradecemos ao University of Chicago Genomics Facility (RRID: SCR_019196), especialmente Sandhiya Arun e Pieter Faber, por sua assistência com o sequenciamento de RNA. Finalmente, gostaríamos de agradecer à Vice-Reitora de Pesquisa da Universidade de Chicago, Karen Kim, e ao Reitor da Divisão de Ciências Biológicas, Kenneth Polonsky, por seu apoio constante.
REFERÊNCIAS
1. 1. ↵
SR Weiss , JL Leibowitz , Coronavirus pathogenesis . Adv Virus Res 81 , 85 – 164 ( 2011 ).
CrossRefPubMedGoogle Scholar
2. 2. ↵
SE Galloway et al. , Emergence of SARS-CoV-2 B.1.1.7 Lineage – Estados Unidos, 29 de dezembro de 2020 a 12 de janeiro de 2021 . MMWR Morb Mortal Wkly Rep 70 , 95 – 99 ( 2021 ).
Google Scholar
3. 3. ↵
M. Hoffmann et al. , A entrada na célula SARS-CoV-2 depende de ACE2 e TMPRSS2 e é bloqueada por um inibidor de protease comprovado clinicamente . Cell 181 , 271 – 280 e278 ( 2020 ).
CrossRefPubMedGoogle Scholar
4. 4
J. Jaimes , J. Millet , G. Whittaker , Proteolytic Cleavage of the SARS-CoV-2 Spike Protein and the Role of the Novel S1 / S2 Site . SSRN , 3581359 ( 2020 ).
Google Scholar
5. 5. ↵
S. Matsuyama et al. , Isolamento aprimorado de SARS-CoV-2 por células que expressam TMPRSS2 . Proc Natl Acad Sci EUA 117 , 7001 – 7003 ( 2020 ).
Resumo / Texto Completo GRATUITOGoogle Scholar
6. 6. ↵
R. Wang et al. , Genetic Screens Identificam Fatores de Hospedeiro para SARS-CoV-2 e Coronavírus do Resfriado Comum . Celular 184 , 106 – 119 E114 ( 2021 ).
Google Scholar
7. 7
WM Schneider et al. , Genome-Scale Identification of SARS-CoV-2 and Pan-coronavirus Host Factor Networks . Cell 184 , 120 – 132 e114 ( 2021 ).
Google Scholar
8. 8. ↵
Z. Daniloski et al. , Identificação de fatores de hospedeiro necessários para infecção por SARS-CoV-2 em células humanas . Cell 184 , 92 – 105 e116 ( 2021 ).
Google Scholar
9. 9. ↵
DW Kneller et al. , Plasticidade estrutural da cavidade do sítio ativo (pró) SARS-CoV-2 3CL M revelada por cristalografia de raios-X à temperatura ambiente . Nature Communications 11 , 3202 ( 2020 ).
Google Scholar
10. 10. ↵
J. Osipiuk et al. , Estrutura da protease semelhante à papaína de SARS-CoV-2 e seus complexos com inibidores não covalentes . Nature Communications 12 , 743 ( 2021 ).
Google Scholar
11. 11. ↵
KM Nelson et al. , The Essential Medicinal Chemistry of Cannabidiol (CBD) . J Med Chem 63 , 12137 – 12155 ( 2020 ).
Google Scholar
12. 12. ↵
DF Marker et al. , O novo inibidor da quinase 3 de linhagem mista de pequenas moléculas URMC-099 é neuroprotetor e antiinflamatório em modelos de distúrbios neurocognitivos associados ao vírus da imunodeficiência humana . J Neurosci 33 , 9998 – 10010 ( 2013 ).
Resumo / Texto Completo GRATUITOGoogle Scholar
13. 13. ↵
O. Abu Aboud et al. , A inibição dupla e específica de NAMPT e PAK4 por KPT-9274 diminui o crescimento do câncer de rim . Câncer Mol Ther 15 , 2119 – 2129 ( 2016 ).
Resumo / Texto Completo GRATUITOGoogle Scholar
14. 14. ↵
K. Sekar , A. Pack , Epidiolex como terapia adjuvante para o tratamento da epilepsia refratária: uma revisão abrangente com foco nos efeitos adversos . F1000Res 8 , ( 2019 ).
Google Scholar
15. 15. ↵
C. f. DE a. R. (FDA) , “ Application number 210365Orig1s000 ,” Clinical Pharmacology and Biopharmaceutics Reviews ( 2017 ).
Google Scholar
16. 16. ↵
SM Anil et al. , Os compostos de cannabis exibem atividade antiinflamatória in vitro na inflamação relacionada a COVID-19 em células epiteliais do pulmão e atividade pró-inflamatória em macrófagos . Sci Rep 11 , 1462 ( 2021 ).
Google Scholar
17. 17. ↵
KHD Crawford et al. , Protocolo e Reagentes para Pseudotipagem de Partículas Lentivirais com SARS-CoV-2 Spike Protein para Ensaios de Neutralização . Viruses 12 , ( 2020 ).
Google Scholar
18. 18. ↵
O. Haller , G. Kochs , F. Weber , The interferon response circuit: induction and supression by pathogenic virus . Virology 344 , 119 – 130 ( 2006 ).
CrossRefPubMedWeb of ScienceGoogle Scholar
19. 19. ↵
D. Blanco-Melo et al. , Resposta desequilibrada do host para o desenvolvimento de unidades SARS-CoV-2 do COVID-19 . Cell 181 , 1036 – 1045 e1039 ( 2020 ).
CrossRefPubMedGoogle Scholar
20. 20. ↵
NA O’Leary et al. , Banco de dados de sequência de referência (RefSeq) no NCBI: status atual, expansão taxonômica e anotação funcional . Nucleic Acids Res 44 , D733 – 745 ( 2016 ).
CrossRefPubMedGoogle Scholar
21. 21. ↵
Q. Zhou et al. , Tratamento com interferon-alfa2b para COVID-19 . Front Immunol 11 , 1061 ( 2020 ).
CrossRefPubMedGoogle Scholar
22. 22. ↵
T. Muthumalage , I. Rahman , Cannabidiol regula diferencialmente as respostas inflamatórias basais e induzidas por LPS em macrófagos, células epiteliais pulmonares e fibroblastos . Toxicol Appl Pharmacol 382 , 114713 ( 2019 ).
Google Scholar
23. 23. ↵
BC Sorkin et al. , Melhorando a tradução da pesquisa de produtos naturais: da fonte ao ensaio clínico . Faseb J 34 , 41 – 65 ( 2020 ).
Google Scholar
Postagens de blog com links para este artigo:
Good News Network, 17 de março de 2021
Tweets que fazem referência a este artigo:

DifferentRules4DifferentWallets
@tut_tut_sure

RT @ TomSpeed420 : @GabrielScally CBD “potentemente” inibe a replicação covida em células pulmonares, reverte a resposta imunológica letal de “tempestade de citocinas”…
10:59
304SEGUIDORES
Processado por Dívida pela Polícia da Grande Manchester
@ProsecutedP

RT @ TomSpeed420 : @GabrielScally CBD “potentemente” inibe a replicação covida em células pulmonares, reverte a resposta imunológica letal de “tempestade de citocinas”…
10:43
Responder Retweetar favorito

Tom Speed
@ TomSpeed420

@GabrielScally CBD “potently” inhibits covid replication in lung cells, reverses the lethal “cytokine storm” immune response, and as it works after host cell infection, authors assert it’s likely to work against any *mutations*. https://t.co/HfcBXlR4ku ht
10:36AM
Ferr0
@ferr079

@webjournaux @Sciences_Avenir Pire : https://t.co/AZc1zq2PcZ
10:25AM
Tom Speed
@TomSpeed420

@EQjourno CBD from Cannabis “potently” inhibits covid replication in lung cells, reverses the lethal “cytokine storm” immune response, and as it works after covid infection, will likely work against any mutations say authors. https://t.co/qqjTk3ouay htt
09:48AM
Tom Speed
@TomSpeed420

@DHSCgovuk @OxfordVacGroup CBD “potently” inhibits covid replication in lung cells and reverses the lethal covid-induced “cytokine storm”. Importantly, CBD works after host cell infection, meaning it will likely work against any mutations. Why aren’t sci
08:08AM
あまちる420
@ya_man04200420

RT @yuji_masataka: コロナにCBDが効く?という報告。 シカゴ大学が収集した10万人のデータを解析すると 一般の検査陽性率が10%に対して大麻製品使用者では6%だった。 CBD(Epidiolex)をガッツリ飲んで検査を受けた人と飲んでない人では検査陽性率…
07:33AM
あまちる420
@ya_man04200420

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
06:50AM
Y_pua_5_
@foreverforteens

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
03:49AM
通りすがりのみ〜お
@manup108

RT @yuji_masataka: コロナにCBDが効く?という報告。 シカゴ大学が収集した10万人のデータを解析すると 一般の検査陽性率が10%に対して大麻製品使用者では6%だった。 CBD(Epidiolex)をガッツリ飲んで検査を受けた人と飲んでない人では検査陽性率…
01:07AM
通りすがりのみ〜お
@manup108

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
01:07AM
kat’z
@kaily_invest

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
12:07AM
Tom Speed
@TomSpeed420

@CobaltCryptos @kent_police @LordBadshot “it’s Not just a plant!” Erm, yes it is. But, it’s MUCH more than that. CBD “potently” inhibits covid replication and reverses the lethal “cytokine storm” covid kills via. Authors state it’ll work against covid m
19 Apr 2021
Jazz
@Jazz_Sanjeev

RT @DrCSWilliam: Cannabidiol Inhibits SARS-CoV-2 Replication and Promotes the Host Innate Immune Response https://t.co/BZn8Hbn0xP
18 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@Tedge41060679 @MattHancock “it’s just a matter of time until a significantly different variant establishes itself in the UK.” This is why we need CBD, it works “potently” against covid replication after host cell infection, and will likely work against m
18 Apr 2021
clive williams
@vespasian91

RT @TomSpeed420: @LBC @TomSwarbrick1 @stuartjdneil “CBD potently blocks SARS-CoV-2 replication in lung epithelial cells. … CBD blocks v…
18 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@LBC @TomSwarbrick1 @stuartjdneil “CBD potently blocks SARS-CoV-2 replication in lung epithelial cells. … CBD blocks viral replication after entry into cells and, thus, is likely to be effective against viral variants with mutant spike proteins.” http
18 Apr 2021
じん
@poppoposter

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
18 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@AshleyGWinter CBD (and maybe THC). CBD “potently” inhibits covid replication in lung cells. CBD reverses the lethal “cytokine storm” invariably involved in covid deaths. CBD will likely work against mutations. CBD is very safe to use. https://t.co/Hf
18 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@nazirafzal Study: CBD from Cannabis “potently” inhibits covid replication in lung cells, reverses the lethal, covid-induced “cytokine storm”. Countries lacking the vaccine, but with access to CBD, ought to use that instead to combat covid. India has Can
18 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@cjsnowdon Covid mutations not a problem for CBD. “CBD blocks viral replication after entry into cells and, thus, is likely to be effective against viral variants with mutant spike proteins.” https://t.co/HfcBXlR4ku https://t.co/cpmI01eabj
18 Apr 2021
iamM6K9GGroup
@Bomb69MegaMuku

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
18 Apr 2021
三宅洋平
@MIYAKE_YOHEI

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
18 Apr 2021
フルパラ
@furupalax1

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
18 Apr 2021
いえろーばれっと
@kitchenboarder

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
18 Apr 2021
妙心
@onbasarsbarumak

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
18 Apr 2021
ganjaman
@ganjaman_0005

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
18 Apr 2021
トマト栽培したいマン
@Z5BM7Yq3thyTlJK

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
18 Apr 2021
けいしのすけ
@keishinosuke

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
ポンコツ(~ ˙-˙ )~710
@2536c5d320f1431

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
IKUKO
@3284195

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
ロキ🦮CBDカウンセリング
@rokiroki_univ

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
るびイクラン
@Ruby19ran

RT @yuji_masataka: コロナにCBDが効く?という報告。 シカゴ大学が収集した10万人のデータを解析すると 一般の検査陽性率が10%に対して大麻製品使用者では6%だった。 CBD(Epidiolex)をガッツリ飲んで検査を受けた人と飲んでない人では検査陽性率…
17 Apr 2021
アホ
@chikyuzin

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
yoiyoi 1/4
@nishiyoshi4

RT @yuji_masataka: コロナにCBDが効く?という報告。 シカゴ大学が収集した10万人のデータを解析すると 一般の検査陽性率が10%に対して大麻製品使用者では6%だった。 CBD(Epidiolex)をガッツリ飲んで検査を受けた人と飲んでない人では検査陽性率…
17 Apr 2021
yoiyoi 1/4
@nishiyoshi4

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
ハムストリング
@Hamstring29

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
Lesser Megadeath
@LesserMegadeath

@SiouxsieW @julestw9 @SandhyaRamanat1 Did you see the preprint study, CBD metabolites block Covid reproduction and gene expression “ potently” in human lungs? Researchers filed a patent. https://t.co/OSnOF5V8lh
17 Apr 2021
外資SaaS営業マン
@SaaS24144152

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
さやか
@sayakkie

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
GREEN ZONE JAPAN
@greenzonejapan

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
竹迅芳
@moemaker

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
Fade-in Records
@Fadein045

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
御影小爺
@XCllJKfkYXoAPKR

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
怜奈ママ
@MercuryAquarius

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
けんつ
@ill40269138

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
🕊º²⁴nqousɐɹ🇪🇹
@RasNobu420

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
bluemystic🕊✨
@bluemystic16

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
stanakast
@stanakast

RT @yuji_masataka: こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4…
17 Apr 2021
正高佑志 医療大麻のお医者さん
@yuji_masataka

こちらの論文の解説記事を作成しました。 時の試練を経ていない現状では確定的なことは言えません。 (Covid-19に関しては全ての情報について言えることですが…) 一つの可能性としてご理解ください。 https://t.co/v0K4gYcEEO
17 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@AWMurrison Cannabis could end covid lockdown. CBD “potently” inhibits covid replication in lung cells. CBD reverses the lethal, covid-induced “cytokine storm”. Only 1.2% of U.S. Patients taking FDA approved CBD have had covid, compared to 12.2% in matc
17 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@PeteMadigan @NateElliott It does a lot more than that. This study awaits peer review, if (when!) confirmed, then it means CBD is effective treatment against covid. CBD ‘potently’ inhibits covid replication in lung cells and reverses the lethal, covid-in
17 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@MattHancock It’s very likely CBD is a more effective solution to end covid than vaccines. Importantly, CBD works *after* host cell infection, meaning it will work with mutations (CBD doesn’t care what the ‘spike’ looks like, vaccines do!). CBD is safe f
16 Apr 2021
maya 🖤✨
@punksonata

RT @keyofamyjor: @MekTechno 😅😅 but i meannnnnn https://t.co/OatEbk7Mo5 https://t.co/aU4opwdr9D
16 Apr 2021
Shanti 🍀
@ShantiiiiiiiiGm

RT @Malaesti: Cannabidiol inhibe la réplication du SARS-Cov-2 dans les poumons. https://t.co/UioKomf5Uo
15 Apr 2021
PTRC 🌺MN #JeNeMeFeraiPasVacciner
@Malaesti

Cannabidiol inhibe la réplication du SARS-Cov-2 dans les poumons. https://t.co/UioKomf5Uo
15 Apr 2021
Marcelo A Costa Lima 🐊
@macostalima

agora é que os “de família” surtam……….. https://t.co/dRvvpzmmeU https://t.co/57sQuWfu7T
15 Apr 2021
Mary Arnould
@mary_arnould

RT @canardbruno: PREPRINT: #CBD et Prophylaxie/traitement précoce #COVID19, à lire sans oeuillères ni préjugés: #Cannabidiol Inhibits #SARS…
15 Apr 2021
New Earth Jedi⏳🐇🌎✌🏼🕊
@Jedi4Revolution

#Cannabidiol Inhibits SARS-CoV-2 Replication and Promotes the Host Innate Immune Response #CannabisNews #Cannabis https://t.co/zyZeW9LrMJ
14 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@LCRMayor @MetroMayorSteve Study: CBD from Cannabis “potently” inhibits covid replication, reverses the lethal “cytokine storm”, will likely work against mutations! Human trials not happening b’coz of lingering ‘drug war’ propaganda/indoctrination agains
14 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@LBC @NickFerrariLBC “can we ever escape the cycle of lockdowns?” Yes, with Cannabis. https://t.co/HfcBXm8FJ4
14 Apr 2021
ポンコツ(~ ˙-˙ )~710
@2536c5d320f1431

RT @yuji_masataka: コロナにCBDが効く?という報告。 シカゴ大学が収集した10万人のデータを解析すると 一般の検査陽性率が10%に対して大麻製品使用者では6%だった。 CBD(Epidiolex)をガッツリ飲んで検査を受けた人と飲んでない人では検査陽性率…
14 Apr 2021
surtos leves e plantas 🏳️🌈
@olhonju

@tonvieira87 já leu esse artigo? https://t.co/FfDzUjD7dr
13 Apr 2021
LD
@Dayadog

@SmootSienna @_atanas_ CBD induces interferon expression and up-regulates its antiviral signaling pathway. https://t.co/SXmAW9ZnK0
13 Apr 2021
Mr. PK
@MrPK10347799

@Karl_Lauterbach Hört sich auf jeden Fall sehr gut an. Da ich leider gestern an Corona B117 erkrankt bin werde ich eine Kombination aus CBD und Budesonid versuchen. Das Preprint der CBD Studie finde ich auch vielversprechend. https://t.co/Na1EDMNjSb
13 Apr 2021
Mishari Muqbil
@mishari

Cannabidiol Inhibits SARS-CoV-2 Replication and Promotes the Host Innate Immune Response | bioRxiv – https://t.co/2EgLhjqsXr
13 Apr 2021
ブラックジャック
@i2U7OrHUmiDmHpx

@yuji_masataka ↓デモをやるとしてまさに今こういう事を伝えていくのも意義があると思うんですけどね https://t.co/uIY2HE1DbR
13 Apr 2021
RAM \R – Rejoignez La \Résistance LEDR
@RAM68818742

RT @Harvard2H: “A cohort of human patients previously taking CBD had significantly lower SARSCoV-2 infection incidence of up to an order of…
12 Apr 2021
Greg Hard, RN, MHS
@gahard

Very interesting preprint on CBD inhibiting SARS-CoV-2 replication in vitro. Need human trials, but interesting results nonetheless. https://t.co/nA60JvpO5X
12 Apr 2021
UnknownUnknowns
@astigmergism

RT @Harvard2H: “A cohort of human patients previously taking CBD had significantly lower SARSCoV-2 infection incidence of up to an order of…
12 Apr 2021
ブラックジャック
@i2U7OrHUmiDmHpx

@fXXCwglOyM0uJ3q この時期だからこそやる意義があるって人もいるんだよ 大麻がコロナに効くってな しかも感染しないって研究も出てる そんなんだから反対派はアホばっかて言われんだよ笑 https://t.co/AOgyRJFdyV
12 Apr 2021
sara.art
@saraart4

RT @Harvard2H: “A cohort of human patients previously taking CBD had significantly lower SARSCoV-2 infection incidence of up to an order of…
12 Apr 2021
Harvard2TheBigHouse
@Harvard2H

RT @Harvard2H: “A cohort of human patients previously taking CBD had significantly lower SARSCoV-2 infection incidence of up to an order of…
12 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@UN CBD from Cannabis “potently” inhibits covid replication in lung cells. CBD reverses the lethal covid-induced “cytokine storm”. Only 1.2% of Patients taking FDA approved CBD have contracted covid, compared to 12.2% in matched pairs and general populat
12 Apr 2021
MKFB – PI
@MichaelBalcom1

RT @TomSpeed420: @KimDotcom @jacindaardern CBD from Cannabis “potently” inhibits covid replication in lung cells. CBD reverses the lethal,…
12 Apr 2021
Der 🥦 Patient
@patient_der

Bitteschön Walter, gern geschehen. #Cannabis https://t.co/cur6xS1c9v
12 Apr 2021
Lafauteaufoot – Screaming firehawk
@lafauteaufoot

RT @canardbruno: PREPRINT: #CBD et Prophylaxie/traitement précoce #COVID19, à lire sans oeuillères ni préjugés: #Cannabidiol Inhibits #SARS…
12 Apr 2021
🎗James Miller 🎗⏳
@millerak79

RT @TomSpeed420: @KimDotcom @jacindaardern CBD from Cannabis “potently” inhibits covid replication in lung cells. CBD reverses the lethal,…
12 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@FaheemYounus No one ever died taking Cannabis. CBD “potently” inhibits covid replication in lung cells and reverses the lethal “cytokine storm”. https://t.co/HfcBXm8FJ4
12 Apr 2021
Hairy legs is Not my President
@Pinam27Maria

RT @TomSpeed420: @KimDotcom @jacindaardern CBD from Cannabis “potently” inhibits covid replication in lung cells. CBD reverses the lethal,…
12 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@KimDotcom @jacindaardern CBD from Cannabis “potently” inhibits covid replication in lung cells. CBD reverses the lethal, covid-induced, “cytokine storm”. Authors confident it will work against mutations. Only 1.2% of CBD Patients had covid, compared to
12 Apr 2021
Adeline
@TheChatminoute

RT @canardbruno: PREPRINT: #CBD et Prophylaxie/traitement précoce #COVID19, à lire sans oeuillères ni préjugés: #Cannabidiol Inhibits #SARS…
12 Apr 2021
hoeman
@_hoeman

RT @canardbruno: PREPRINT: #CBD et Prophylaxie/traitement précoce #COVID19, à lire sans oeuillères ni préjugés: #Cannabidiol Inhibits #SARS…
12 Apr 2021
Jean-Christophe Sirot #SoyezDedansOuDehors
@jcsirot

@arnopetitrobot C’est un centre de soin en fait… https://t.co/3f2suuXEwK
12 Apr 2021
Jean-Manuel Tétris
@Canalha034

RT @canardbruno: PREPRINT: #CBD et Prophylaxie/traitement précoce #COVID19, à lire sans oeuillères ni préjugés: #Cannabidiol Inhibits #SARS…
12 Apr 2021
RedFrog
@_RedFrog

RT @canardbruno: PREPRINT: #CBD et Prophylaxie/traitement précoce #COVID19, à lire sans oeuillères ni préjugés: #Cannabidiol Inhibits #SARS…
12 Apr 2021
Le Néandertal en costard 🦣
@HydrePrever

RT @canardbruno: PREPRINT: #CBD et Prophylaxie/traitement précoce #COVID19, à lire sans oeuillères ni préjugés: #Cannabidiol Inhibits #SARS…
12 Apr 2021
Pango Desencadenado 🇪🇦
@PangoDesencade1

RT @Harvard2H: “A cohort of human patients previously taking CBD had significantly lower SARSCoV-2 infection incidence of up to an order of…
12 Apr 2021
BrunoCanard Virology
@canardbruno

PREPRINT: #CBD et Prophylaxie/traitement précoce #COVID19, à lire sans oeuillères ni préjugés: #Cannabidiol Inhibits #SARS-CoV-2 Replication and Promotes the Host Innate Immune Response https://t.co/CcK6Rq6ZXd
12 Apr 2021
america first🇺🇸
@darcy03359006

RT @Harvard2H: “A cohort of human patients previously taking CBD had significantly lower SARSCoV-2 infection incidence of up to an order of…
12 Apr 2021
UNMUTEIT futurenews (ex alpha account)
@UNMUTEIT

Free Weed for all Cannabidiol Inhibits SARS-CoV-2 Replication and Promotes the Host Innate Immune Response https://t.co/czEOmMjTcF
12 Apr 2021
Daoyu
@Daoyu15

RT @Harvard2H: “A cohort of human patients previously taking CBD had significantly lower SARSCoV-2 infection incidence of up to an order of…
12 Apr 2021
Harvard2TheBigHouse
@Harvard2H

“A cohort of human patients previously taking CBD had significantly lower SARSCoV-2 infection incidence of up to an order of magnitude relative to matched pairs or the general population.” https://t.co/x4OAKDVkxo
12 Apr 2021
Joshua Wynn
@JoshuaWynnSC

Cannabidiol Inhibits SARS-CoV-2 Replication and Promotes the Host Innate Immune Response https://t.co/dEVWCHHjRv
12 Apr 2021
Symore Dips
@marcelliotnet

I’m about to peer review. https://t.co/gYTyIZlt86
11 Apr 2021
Maryjane Report
@MaryjaneReport

@MMPconnection This is the actual study right? https://t.co/GF55W5jy84
11 Apr 2021
S.Anıl Yılmaz
@sanilyilmaz

Esrarın (marihuana) temel iki etken maddesinden biri olan CBD, in vitro deneylerde COVID-19 enfeksiyonunu engelliyor ve baskılıyormuş. Ben demiyorum, 10 Mart 2021 tarihli ABD Sağlık Bakanlığının bir araştırması diyor. Buyrun. https://t.co/4qI3zdwMza
11 Apr 2021
Tom Speed
@TomSpeed420

@Azzopardi70 Cannabis prevents and treats covid, authors assert it will work against mutations too! How can such a beneficial plant ever be ‘illegal’? https://t.co/HfcBXm8FJ4 https://t.co/qqjTk3ouay https://t.co/CyxJmqfnFL
11 Apr 2021
🕸 cHiLL sPyDer 🕸
@ChillSpyder

RT @NonakaTsuyoshi: 大麻植物に含まれる精神作用のない成分CBDが新型コロナウィルス感染症を防ぐという研究。CBDは、精神作用のない産業用大麻(ヘンプ)として栽培された大麻植物から抽出できるので、国家の管理のもとで大量生産して、ワクチンのように希望者に無料配布…
11 Apr 2021
🐾📖🐾田島大゜揮 (₍旧₎:善最ぴっきゐ・₍善最大揮₎)・:・詩短歌づゕ,絵本づゐたゐのちごろ
@hoppiiX

RT @yuji_masataka : コ ロ ナ に CBD が 効 く? と い う 報告。 シ カ ゴ 大学 が が 収集 し た 10 万人 の デ ー タ を 解析 す る る と 一般 の 検 査 陽性 率 率 が。 た 10 万人 万人 の デ ー タ を 解析 す る る と 一般 の 検 査 陽性 率 率 が 10% 使用者 た 大学 率 収集 し た 10 万人 の デ ー タ を 解析 す る る と 一般 の 検 査 陽性 率 率 が 10% 使用者) を ガ ッ ツ ツ リ 飲 ん で 検 査 を 受 け た 人 と 飲 飲 ん で な い 人 で は 検 査 陽性 率 …
11 de abril de 2021

Sistema Endocanabinoide e o uso terapêutico da Cannabis

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe em suas Redes Sociais