10 biólogas que mudaram o mundo: Mulheres que se destacaram nas ciências biológicas e, apesar de todas as dificuldades criadas pela sociedade, conseguiram deixar sua marca na história. Eis aqui alguns dos nomes que você deve conhecer.

10 biólogas que mudaram o mundo

https://biologo.com.br/bio/

9/9/2021: Por Josué Fontana

É difícil a tarefa de escolher entre tantas cientistas especiais, por isso, se você acha que omitimos da lista algum nome que deveria estar aqui, por favor deixe registrado nos comentários.

Essas biólogas transformaram profundamente a biologia, seja por suas descobertas revolucionárias ou pela extrema dedicação aos estudos científicos.

Grandes biólogas

→ Mary Anning (1799 – 1847) – Um dos maiores nomes da história da paleontologia mundial. Descobriu o primeiro fóssil de ictiossauro quando tinha apenas 12 anos. Ficou famosa por suas descobertas feitas no afloramento jurássico dos recifes de um canal inglês. Seu trabalho ajudou a revolucionar o pensamento científico sobre a geologia e a vida pré-histórica.

→ Nettie Stevens (1861-1912) – É considerada, até hoje, um dos maiores nomes da história da genética e da biologia pela importante descoberta dos cromossomos sexuais. Nettie superou inúmeras barreiras para estudar e trabalhar com ciência.

→ Rachel Carson (1907 – 1964) → A bióloga marinha e ecologista norte-americana Rachel Louise Carson era também escritora. Através da publicação do best-seller Silent Spring (1962), ajudou a lançar a consciência ambiental moderna. Seu trabalho ajudou o mundo a mudar o modo de lidar com o meio ambiente.

→ Rosalind Franklin (1920-1958) – Foi uma química britânica que fez importantes descobertas para o entendimento das estruturas moleculares do DNA, RNA, vírus, carvão mineral e grafite. Hoje ela é reconhecida como uma das cientistas mais importantes para a História da biologia.

→ Jane Goodall – Famosa primatóloga, etóloga e antropóloga britânica, a pesquisadora é conhecida por descobertas revolucionárias sobre o comportamento de chimpanzés, mudando nossa ideia sobre os animais.

→ Lynn Margulis (1938–2011) – Uma importante bióloga evolucionista americana, escritora, educadora e divulgadora da ciência. Foi a principal proponente moderna para a importância da simbiose na evolução. Transformou e estruturou fundamentalmente a compreensão atual da evolução de células com núcleos. Também foi desenvolvedora da hipótese de Gaia.

→ Jennifer Doudna – Renomada bióloga americana, famosa pelo estudo pioneiro na edição de genes, que a levou a ganhar o Prêmio Nobel de Química de 2020, juntamente com Emmanuelle Charpentier. O sistema CRISPR-Cas9, desenvolvido por elas, abriu caminho para múltiplas aplicações — desde biologia celular, pesquisa de plantas e animais.

Biólogas brasileiras
→ Bertha Lutz (1894 – 1976) – Uma grande bióloga e zoóloga brasileira, ela se formou em ciências naturais na Universidade de Paris, especializando-se em anfíbios. Assumiu um cargo no funcionalismo público do Rio de Janeiro, em um tempo em que mulheres não tinham tal “privilégio”. Também foi responsável pela criação da ONU e conhecida pela luta pelos direitos políticos das mulheres no Brasil.

→ Graziela Barroso (1912-2003) – Uma importante botânica e naturalista brasileira, referência em sistemática vegetal. Conhecida como a Primeira dama da Botânica no Brasil, foi a maior catalogadora de plantas do país. Cerca de 25 plantas foram batizadas em sua homenagem, como a espécie Dorstenia grazielae (caiapiá-da-graziela).

→ Mayana Zatz – Notória bióloga molecular e geneticista brasileira, conhecida principalmente por seus avanços no campo das doenças neuromusculares. Desde criança manifestava interesse na biologia. Hoje é professora do Departamento de Genética e Biologia Evolutiva do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo.

Fontes e referências:


 

 

 

Compartilhe em suas Redes Sociais